Palácio do Catete, Rio

Inspiração fora do circuito décor

Piso incrível recebe os visitantes no Palácio do Catete
Piso incrível recebe os visitantes no Palácio do Catete no Rio de Janeiro

Além das exposições especializadas em decoração que acontecem Brasil afora (e a gente ama!), uma maneira de buscar inspiração fora do lugar comum é visitar CASAS MUSEUS.  Já tinha pensado nisto?!?

De quebra, você ganha muita cultura e conhecimento!

Pois é, eu tenho uma atração por elas desde sempre. Muita curiosidade e fascínio por ver como as pessoas viviam em épocas distantes, seus hábitos: quartos com camas feitas, salas com mesas postas como que esperando por convidados a qualquer instante… Mistura de cores, texturas e materiais!

Observo e fotografo cada detalhe! E lá no fim garimpei uns itens se você quiser trazer sinais da nobreza para casa 😉

Mesa posta com talheres de prata e, abaixo, mesa de reunião dos ministros de Getúlio Vargas (cabiam todos aí!!!)
Mesa posta com talheres de prata e, abaixo, mesa de reunião dos ministros de Getúlio Vargas (cabiam todos aí!!!)

Para inaugurar, vou falar de uma dobradinha de casas museus no Rio, que tive o privilégio de visitar em uma tarde:

PALÁCIO DO CATETE e CASA DE RUI BARBOSA.

Ficam relativamente próximos (bairros do Catete e Botafogo, com acesso por metrô) e o legal de fazer as duas visitas no mesmo dia é o comparativo entre o estilo de vida e de decoração de um NOBRE e de um BURGUÊS no fim do século XIX.

A seguir, meu olhar sobre o Palácio do Catete e minhas fotos quase sempre com zoom nos detalhes décor 😉

Com vocês, a NOBREZA: PALÁCIO DO CATETE, MUSEU DA REPÚBLICA

IMG_3530-COLLAGE
A riqueza da decoração em contraponto à serenidade dos jardins

Antes de ser a sede da Presidência da República, em 1896, foi construído como Palácio Nova Friburgo para ser a residência na cidade do Barão de Nova Friburgo, poderoso fazendeiro de café.

Os barões do café costumavam dividir-se entre a vida no campo, cuidando da produção, e a vida na cidade, onde negociavam suas safras.

O palácio, de estilo eclético (ou seja, tudo junto e misturado!), virou símbolo do poderio econômico dos cafeicultores escravocratas.

Imagem: site Museu da República
Imagem: site Museu da República

CURIOSIDADE: a casa inicia perto da calçada, pois a Baronesa gostava de ver o movimento da rua, coisa que ela não tinha na fazenda.

Imagem: site Museu da República
Entrada – imagem: site Museu da República

Vale notar como esse vai e vem influenciou na decoração tanto na casa da fazenda, onde passaram a querer mais luxo, quanto nos palácios da cidade, cercados por jardins para lembrarem do campo (sorte a nossa que podemos fazer este lindo passeio!).

Jardins. E tem um espaço com brinquedos para as crianças.
Jardins. E tem um espaço com brinquedos para as crianças 😉 – imagem: site Museu da República

DICA: pela foto já deu pra ter uma ideia de que os jardins do Catete, projetados pelo aclamado paisagista francês Glaziou, são incríveis! Não saia de lá sem passear por eles de preferência acompanhada por um picolé de champanhe, vendido no café 😉

 

Vamos para dentro do palácio! Os luxuosíssimos salões são temáticos e têm suas finalidades refletidas de maneira bem evidente na decoração. Acho que não precisa ser assim em casa, né? Fuja do que é óbvio 😉

 

O Salão de Banquetes recebeu pinturas de frutas e naturezas mortas.

Imagem: site Museu da República
Salão de Banquetes – imagem: site Museu da República

Salão Mourisco, usado pelos homens para fumar e jogar, de inspiração árabe, bem masculino.

Apaixonada pelos detalhes do salão Mourisco
Apaixonada pelos detalhes do Salão Mourisco

Pisos e revestimentos valem seu olhar bem atento. O Palácio do Catete é realmente um luxo!

Meu olhar sobre os detalhes décor!
Meu olhar sobre os detalhes décor!

 

galeria-1
Luxuoso Salão Nobre

 

E gostei muito mais de enxergar o palácio sob esse ponto de vista de moradia de um nobre do que como sede do governo.

Fica muito mais interessante e cheio de prosa!

Detalhe do piso de marchetaria!
Detalhe do piso de marchetaria!

CARIMBO GARIMPO

 

Um toque de nobreza em casa!

 

 

 

No próximo post, levo vocês para a Casa de Rui Barbosa.

 

AMA DECORAÇÃO & HISTÓRIA E QUER VISITAR?

PALÁCIO DO CATETE – site

O site tem uma visita virtual bem bacana, se você estiver longe do Rio, dê uma olhada 😉

Endereço

Rua do Catete,153 – Catete – Metrô Estação Catete

Funcionamento

Terça a sexta, das 10h às 17h (últimas terças do mês, aberto até 22h); Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h

Ingressos

R$ 6,00 (entrada franca às quartas-feiras e aos domingos)

Professores, maiores de 60 anos e crianças até 10 anos não pagam.

Estudantes e menores de 21 anos têm 50% de desconto

Fica mais um pouco! Você vai gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *