Em que casa você quer viver?

5 Passos para criar seu plano décor

Meus caderninhos com anotações décor
Meus caderninhos com anotações décor

Sim, você vai precisar de um plano pra decorar casa porque é muito fácil se perder no caminho.

Este plano serve para você refletir bem sobre todos os detalhes antes de sair comprando aleatória e impulsivamente o que, ao final,  resultará em um Frankstein.

Pode ser em um caderno em que você registre tudo, um arquivo ou app, como você se sentir mais à vontade, mas mantenha tudo junto no mesmo lugar.

1. REFLEXÃO ANTES DE DECORAR CASA: SEU ESTILO, SUA CARA

Uma imagem que você ame pode ser traduzida em decoração, sabia?
Uma imagem que você ame pode ser traduzida em decoração, sabia? – Projeto Casa Prosa Décor

Não dê um passo sem esta primeira e divertida reflexão se você pretende imprimir sua personalidade em casa e não simplesmente copiar a sala da revista. Eu adoro esta parte porque é criativa e mergulhada no autoconhecimento!

Tenho dois exercícios legais pra te ajudar na missão de encontrar o “fio condutor”, que vai trazer cara e unidade para seu projeto décor  – baixe os arquivos, divirta-se e depois e conta como foi, tá?

 

Pode escolher entre um e outro o que tem mais a ver com seu jeito, eles vão chegar ao mesmo lugar 😉

Exercício QUESTÃO DE ESTILO mais analógico, lúdico.

Exercício SEU FIO CONDUTOR DÉCOR –  pode ser analógico tipo “corte e cole” ou digital baseado no Pinterest

DICA:  Pinterest é um excelente ponto de partida pra decorar casa. Se você ainda não tem uma conta, corre lá e faz uma, é viciante! Uma ajudazinha pra começar: CASA PROSA DÉCOR está recheado de inspirações, vai lá depois!

Com este resultado, você está pronta para definir cores, texturas e estilo da sua decoração.

2. OBSERVAÇÃO: COMO VOCÊ E SUA FAMÍLIA VIVEM O ESPAÇO

Um dos grandes efeitos colaterais de se copiar a decoração da novela é que ela simplesmente não foi feita para seu modo de usar e viver sua casa!

checklist

Você vai precisar fazer um trabalho de observação atenta para identificar o que funciona, o que está faltando, porque, no dia a dia, a gente nem se dá conta de algo que não esteja tão bom, vai se adaptando e acaba virando normal.

Vou dar um exemplo que notei outro dia em casa: meu banheiro não tem espaço certo para a lixeira, que fica entre o vaso e o armário – quando quero usar um, empurro a bendita com o pé para um lado e vice-versa…  Entendeu o que quis dizer? Empurrar a lixeira já estava dentro da normalidade para mim.

Moral da história: não dá para descuidar da funcionalidade do espaço!

Se todos chegam e despejam as coisas em cima da mesa de jantar ou do sofá, é sinal de que está faltando algo na entrada para organizar estes itens. Este vai ser o tipo de sacada que você deve ter, combinado?

Além do que falta, é o momento de avaliar também o que sobra, como a cadeira no quarto que sumiu embaixo da pilha de roupas…  Não seria mais bonito e prático substituí-la por um cabideiro?!? 😉

Sugiro que você observe o cômodo sendo usado durante uma semana, pois certamente há variação conforme o dia: quem usa, em que horários, de que jeito, quem não usa, por quê? Registre tudo!

Concluída esta etapa, você tem duas peças fundamentais do seu quebra-cabeças décor para juntar e seguir em frente: ESTILO e USO.

Mesmo que você resolva contratar uma decoradora, chegar com esses dois primeiros passos prontos seria o sonho de qualquer profissional pra decorar casa 😉

3. DESENHO: COMO DISTRIBUIR SEUS MÓVEIS

Esta será sua próxima decisão e, para isto, é bom você se aventurar pelos desenhos. Eles podem ser muito simples, mas têm que ser proporcionais! Tire todas as medidas das paredes do cômodo, assim como seu pé direito (altura entre piso e teto).

Já ouviu falar em escalímetro? Um grande aliado nesta tarefa, pois é uma espécie de régua que transfere medidas reais para o papel mantendo suas proporções. Papel milimetrado é outra alternativa assim como há vários aplicativos também que ajudam.

Prazer, escalímetro! É aquela régua triangular branca
Prazer, escalímetro! É a régua triangular branca acima.
exercício lay out papelzinhos
Brincando com o layout de um quarto 🙂

Eu sou da turma analógica criativa e, de vez em quando, me divirto cortando papeizinhos nos tamanhos dos móveis principais e rodo com eles até achar algo que goste. Fotografe as alternativas para poder compará-las.

Outra forma também divertida de fazer isto é recortar os móveis em tamanho real (use jornal) e ir brincando no próprio cômodo mudando de lugar. Isso já me salvou de compras erradas no passado! Que tal?!?

DICA 1: pra decorar casa, comece sempre pelo móvel principal, o maior – normalmente a cama no quarto ou o sofá na sala. Vá rodando com ele por todas as paredes.

DICA 2: trace os caminhos possíveis dentro do cômodo, é a sua circulação. Isso vai facilitar suas decisões. Evite, por exemplo, caminhos entre o sofá e as poltronas, que podem atrapalhar uma boa conversa 😉

DICA 3: mantenha pelo menos 80 cm para uma circulação confortável sem esbarrar em nada.

Importante: não despreze o que você já tem em casa e faz parte da sua história. Estes móveis podem mudar de cômodo, ganhar uma nova cor ou adesivo, enfim, olhe com carinho para eles. Fotografe-os também para incluir no seu copy/paste e descobrir novas possibilidades.

Mãos à obra e torne-se sua própria projetista!

4. HORA DE FAZER AS CONTAS PRA DECORAR CASA!

É comum a pessoa empolgar-se com a casa, até contratar um profissional para realizar o projeto de decoração e deixar tudo engavetado. O motivo é sempre o mesmo: dinheiro, claro! Ah, teve a viagem, os impostos de janeiro, o material escolar e a lista não acaba…

Por isto, antes de começar, reflita bem, estabeleça SUAS PRIORIDADES e defina uma quantia disponível para sua casa. Lembrando que os gastos podem e devem ser planejados ao longo de um período (não precisa fazer tudo de uma vez!) e as escolhas podem ser dosadas para resultar em um projeto que caiba na sua realidade financeira – amou cadeiras caras, economiza na mesa… Escolhas 😉

Use uma planilha ou lápis e papel, mas faça para ter uma boa visão do todo. Registre tudo e determine uma frequência para acompanhar a evolução (quinzenal, mensal).

contas

Lojas on line facilitam demais pesquisas de preços e você já vai saber antes se aquele sofá divino cabe na sua conta bancária. E aí você escolhe: compra o sofá, adia um pouco o resto; compra um sofá parecido menos caro…  Enfim, mais uma vez, nos deparamos com elas, as ESCOLHAS! O que não pode é empacar!

 

 

6. SEU CADERNO DE COMPRAS & SERVIÇOS

Com base no “fio condutor” que você identificou nos exercícios, você vai criar a decoração em si e escolher cores, texturas, iluminação e objetos.  Vamos falar muito de tudo isto aqui no blog de forma mais detalhada, agora o foco é planejamento.

Crie um Caderno de Compras & Serviços, que será seu guia para compras e contratações de serviços certeiras pra decorar casa!

Você já será praticamente uma profissional de decoração ao concluir esta etapa.

Vou mostrar aqui um exemplo de como faço para minhas clientes:

IMG_2781

Faça uma lista de tudo o que precisa ser comprado e inclua detalhes como modelo, cor, medidas (importantíssimas!), se preferir, até preços.

Tenha sempre este material dentro da bolsa, impresso ou arquivo, pois nunca se sabe quando você pode se deparar com uma boa oportunidade de décor e ele será seu guia para tomar uma boa decisão.

Não pule etapas! É bastante trabalho, mas vá com calma e pense sempre no seu objetivo final.

Imagine-se deitada confortavelmente no seu sonhado cantinho de leitura na sala nova. Animada?!?

Me conta nos comentários qual você acha que seria sua principal dificuldade. Prometo tentar ajudar com novos posts 😉

Fica mais um pouco! Você vai gostar...

Deixe uma resposta